A Cúpula Climática de Copenhague é um Engodo


 

Par Helga Zepp-LaRouche*

      A cúpula da ONU sobre o clima, a ser realizada em Copenhague 6-18 de Dezembro, com a participação de 193 nações, aproximadamente 65 chefes de Estado e de Governo e uns 20 000 delegados, se baseia em uma fraude gigantesca, e deve ser cancelada imediatamente. Não é só a redução dos custos de um evento cuja única finalidade é promover o controle da natalidade, mas para evitar a introdução de fato, de um governo mundial.

      Enquanto mais de mil cientistas têm se distanciado das teses do IPCC – Intergovernmental Panel on Climate Change (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) sobre o suposto aquecimento global causado pela atividade humana, a incrível manupulação de dados recentemente divulgados por hackers que interceptaram e-mails de alguns pesquisadores [1] da Unidade de Investigação sobre o Clima (CRU), da University of East Anglia, Inglaterra, fornecem a prova final da natureza fraudulenta do engodo climático.

      Na realidade, os dados estatísticos brutos – não corrigidos – oriundos das estações meteorológicas mostram pouca ou nenhuma mudança climática nos últimos 150 anos. Metade dos observatórios detectaram que um ligeiro arrefecimento do planeta está ocorrendo nos últimos dez anos; ou seja, estamos testemunhando um resfriamento global! Que bom, então, uma campanha carrissíma para provar exatamente o contrário?

      A resposta é clara: além de um exército de especuladores que vêem na comercialização das emissões de CO2 uma nova oportunidade para sangrar os bolsos da população, é, na essência, uma política do Império Britânico, ou, mais precisamente, do principe Philip de Edimburgo que últimamente têm reiteradamente manifestado o seu desejo de se reencarnar como o vírus mortal a fim de contribuir mais eficazmente para reduzir a população mundial. Em 12 de Novembro, o chefe americano do WWF – World Wide Fund (Fundo Mundial para a Natureza), ONG fundada pelo Prince Philip, disse à imprensa: “Acreditamos ser fundamental a presença do presidente Obama em Copenhague para olhar outros líderes nos olhos, comunicar nosso compromisso como um país sério e fazer a nossa parte.” No dia seguinte Obama inverteu suas declarações anteriores e afirmou que estará em Copenhague, em 9 de dezembro.

      É monstruoso que uma organização oficial da ONU, a UNFPA – United Nations Population Fund (Fundo das Nações Unidas para a População)  e o governo dinamarquês planejem colocar a questão da redução da população na agenda da Cúpula sobre as alterações climáticas. De acordo com o jornal dinamarquês Berlinske Tidenteo ministro dinamarquês do Desenvolvimento, Ulla Toerness, admitiu a natureza controversa desta proposta que, em vários países, continua a ser tabu. Mas uma vez fazem uma relação direta entre o crescimento populacional e as alterações climáticas, esta proposta também recebeu total apoio do primeiro-ministro dinamarquês.

      A britânica OPT – Optimum Population Trust (Fundo da População Ideal), ONG que lidera uma cruzada para uma redução na população global, afirma em estudo que uma das melhores maneiras para combater o chamado “aquecimento global” é prevenir nascimentos. Impedir nascimentos de novos “poluidores” é muito mais barato para deter a “catástrofe climãtica” do que a aquisição de fontes de energia renováveis. Segundo esse estudo, evitando o nascimento de meio bilhão de pessoas deixaremos de emitir 24 bilhões de toneladas de CO2 nos próximos 40 anos – uma economia de 569.000 bilhões de reais.

      Igualmente revelador é o fato de que, segundo a revista Forbes, as “14 pessoas mais ricas do mundo”, que devem suas riquezas à economia de cassino global em que vivemos atualmente, se reuniram em 5 de maio deste ano com o presidente da Universidade Rockefeller. Para Bill Gates, Warren Buffett, Michael Bloomberg, George Soros, Peter Petersen, David Rockefeller Jr. e outros participantes desta reunião privada, o crescimento da população mundial é certamente a pior ameaça ambiental, social e industrial do nosso tempo.

      Exatamente um mês depois, em 5 de junho, foi realizada na London School of Economics, a conferência preparatória para a cúpula de Copenhaga, organizada pelo grupo de reflexão (think-tank) de Tony Blair. Ele, cuja participação na guerra do Iraque está sendo investigado na Grã-Bretanha, discursou na abertura, ressaltando a necessidade de uma mudança “de atitude revolucionária”. Para isso, somente os Estados Unidos devem reduzir as suas emissões a um décimo de seu nível atual! Para Blair o maior problema é saber que a China pretende alcançar “o maior industrialização que o mundo jamais viu.”

      Durante os três dias da conferência de Essen, Alemanha, com o tema “A Grande Transformação”, organizada pela Fundação Mercator em parceria com o Instituto Climático de Potsdam e Wupperta, podia-se ler o prospecto com o painel do quarto grupo de trabalho: “As sociedades democráticas podem enfrentar os efeitos das profundas alterações climáticas globais ou os regimes autoritários seriam capazes de implantar as medidas necessários com mais rapidez? “Um dos participante, Hans-Joachim Schellenhuber, dirigente do Instituto Climático de Potsdam, que recentemente convidou o Príncipe Charles para um painel de discussão sobre os temas do “ambiente e do clima.” (Schellenhuber também é membro da mais prestigiosa ordem britânica – Order of the Garter).

      Durante los tres días de conferencias en Essen sobre el tema “La gran transformación”, organizada por la Fundación Mercator en colaboración con el Instituto Climático en Potsdam y Wuppertal, se estableció en un prospecto para el Grupo de Trabajo 4, que :”¿Podrán las sociedades democráticas mantenerle el paso al impacto de los cambios serios en el clima global, o estarán mejor capacitados los regimenes autoritarios para aplicar las medidas necesarias?”. Uno de los participantes en este conferencia fue el director del Instituto Climático en Potsdam, Hans-Joachim Schellenhuber, un invitado reciente del príncipe Felipe en con una “Discusión de expertos sobre temas ambientales y climáticos” en el instituto Postdam, y quien es también el portador de la orden de mayor jerarquía inglesa, la Orden de la Jarretera.

      Não podemos deixar de concordar com a análise do Lord Christopher Monckton, sobre a fraude climática e a conferência de Copenhague: é uma tentativa real para se estabelecer um governo mundial, não eleito, gozando de poderes consideráveis e sem precedentes. Pegos em suas mentiras um pequeno grupo de cientistas está agora sendo acusado de fraudulentos e criminosos. Em outro grupo o ex-ministro das Finanças britânico, Lord Nigel Lawson, apoiado por um grupo considerável de lords, escritores e jornalistas, lançou um novo site e a GWPF – The Global Warning Policy Fundaditon (Fundação Política sobre Aquecimento Global), destinada a combater este tipo de fraude.

      Infelizmente, não há dúvida de que existe um consenso internacional para responder à sistémica crise financeira global com a implantação de um novo fascismo, onde os pobres, fracos e doentes devem ser sacrificados em benefício dos grandes interesses especulativos.

      Essa política cai sob as Leis de Nuremberg de 1946. Quem pretende participar da conferência em Copenhague devem pensar nisto. Depois de tudo o que o público descobriu, há uma solução razoável: cancelar imediatamente esta conferência.

      * Helga Zepp-LaRouche, presidente e fundadora do Instituto Schiller

      Nota

      1. Tradução do inglês para português – Frank Herles Matos

      Nota Complementar

      [1] Em 17 de novembro deste ano, os hackers que interceptaram os e-mails dos cientistas corruptos que alteram dados das estações meteorológicas para tentarem comprovar um “aquecimento global”, publicaram esstes e-mail na internet – Vejam Aqui os referidos e-mails – em inglês.

      Fonte

    1. Solidarite et Progres

    2. Le Blog de David C

This entry was posted in World. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s