A Crise Americana


Por João Rocha

A tão propagada crise americana está mesmo é nos bancos que não querem devolver o que ganharam com os financiamentos podres.

O sistema financeiro sempre manipulou e controlou a seu favor, a economia dos EUA e com reflexos na economia mundial.

Agora ficou claro, que depois de décadas, os cartéis financeiros já não terão mais os Bancos Centrais como os seus principais aliados. Os americanos descobriram tarde, mas conheceram os males que quase todos Bancos Centrais estão causando à economia mundial, em beneficio da maior concentração de riquesas.

E o Tesouro americano deixou bem claro, no pacote divulgado, que não vai injetar recursos do Povo americano para a manutenção dos abusivos Lucros que os Bancos tiveram com os créditos podres. Se os Bancos criaram e ainda alimentam a crise, que não foi contida por incompetencia ou conivencia dos Bancos Centrais, que eles resolvam os problemas que criaram e com os seus próprios recursos.

E o espaço para ganhos fáceis com o Capital especulativo, está se estreitando cada vez mais na Europa, Ásia e America do Norte.

Não sei porque o Brasil, como a décima economia mundial, não está seguindo a mesma tendencia e continua pagando ágio de 160% acima da inflação (talvez o maior do mundo) para a rolagem de sua dívida interna.

Se o G-20 se unisse, como se uniram a OPEP, os Cartéis Financeiros e outros mais, determinando, através de um Tratado, que o ágio sobre a inflação de qualquer um desses países não poderia passar de 3% geraria uma economia superior a US$ trilhão. Essas simples providencias deslocaria tais da área especulativa e improdutiva para setores como educação, saúde, transportes rodoviários, ferroviários e urbano (de qualidade) e em em saneamento básico. E o mais importante é que reduziria expressivamente a concentração de riquesas. São sugestões factíveis de se concretizarem em curto prazo.

A redefinição da importancia dos bancos centrais e no modelo atual de ação, é absolutamente necessária. Que esses Bancos passem, de fato, a defender o Tesouro de seus países e não o Tesouro dos Cartéis Financeiros. É um tema que deve ser amplamente discutido. Querem porque querem ampliar a crise americana. Mas não será fácil enfrentar a realidade de uma economia que responde por mais de 25% do PIB Mundial e financia o seu deficit com ágio próximo de zero. Aonde mesmo está a recessão? Só mesmo na redução dos abusivos Lucros dos Bancos, pois no Estado americano, definitivamente não está.

Se analisarmos esta “crise americana” que, como vimos, concentra-se em bancos internos, veremos que países como o Brasil, que lamentavelmente continuam como Paraísos para a especulação financeira mundial, acabam contribuindo para retardar uma reestruturação financeira mundial altamente benefica e desejada pelas principais economias mundial.

This entry was posted in North America and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s