Irã pode ser atacado em breve


Por Frank Herles Matos

A diplomacia internacional joga suas duas últimas cartas numa tentativa de resolver a questão nuclear iraniana: mais sanções conrtra o Irã e a possível ingresso de Israel na OTAN, sinalizando claramente para as mullas iranianas que atacar Israel será atacar todo o Ocidente. “Talvez isto evite um confronta militar em larga escala que está tornando-se quase inevitável”, disse o ex-secretário de Estado Colin Powell, em entrevista a CNN.

Por outro lado, fontes do Pentágono não identificadas fez vazar informações ao The New York Times que “…todas as áreas com instalações nucleares e atividades militares iranianas já estão mapeadas e documentadas, os planos de ataque e estratégias de ações estão concluídas, as primeiras unidades do caça F22 Raptor, bambardeiros UCAV não tripulados, helicópteros de ataque Stealth e Comanche já estão em operação na área”.

Segundo o jornal britânico Sunday Times “os planos de guerra já concluídos pelo Pentágono visa um ataque avassalador de 3 a 5 dias initeruptos, tempo que os especialistas considram suficiente para destruir mais de 80% da capacidade militar iraniana”

Segundo essa mesma fonte “…a coalizão dos oito paises já comprometidos politicamente de acabar com as pretenções nucleares do Irã,  poderá destruir até 1800 alvos nas primeiras 72 horas, tornando inoperacional a capacidade iraniana de realizar qualquer contra-ataque”.

Indiretamente essas informações foram confirmadas por um alto responsável do The Nixon Center, ao afirmar que “… se a ação militar se tornar inevitável os planos já aprovados não pretendem efetuar apenas ataques cirúrgicos contra instalações militares do Irã, mas ataque em larga e abrangente escala na capacidade militar daquele país, destruindo o maior número possível de instalações, sistemas de comunicações, equipamentos e suportes.

Semana passada, após o Presidente do Irã ter declarado “…a presença americana no Iraque estava próximo do fim e o Irã está  pronto para substituir o vazio de poder deixado pelos Estados Unidos”, Angela Merkel, da Alemanha e Nicolas Sarkozy, da França “alertaram o governo de Teerã a não pressionar o Ocidente para uma decisão em favor da guerra”.

A resposta de Teerã veio no outro dia: “…já estamos com 3.000 equipamentos de centrifucação em funcionamento”.  Quem é da área sabe que esse total de centrífugas é capaz de enriquecer urânio com qualidade muito superior à necessária para utilização numa central nuclear de energia eléctrica.

This entry was posted in Middle East and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s