Kabbalah não é religião. É a Ciência da Espiritualidade


Por Frank Herles Matos

Evidentemente estou me referido a Kabbalah judaica e não a magias e misticismos que hoje em dia muitos denominam equivocadamente de Cabalá.

A humanidade hoje divide as ciências em dois grandes ramos:

1 – Grupo que estudo energias condensadas (matéria) é alicerçada em experiências científicas (com diversos métodos e testes) até chegar-se a conclusões, a exemplo da física, química, geologia, matemática, etc.

2 – Grupo que estuda energia não condensadas (emoções, sentimentos, idealismos, premonições…) até chegar-se a conclusões, a exemplo da psicologia, filosofia, etc.

Assim como a Parapsicologia e a física quântica a Kabbalah judaica está inserida nos dois grupos ao mesmo tempo. Utiliza experiências já confirmadas por ciências do primeiro grupo como ferramentas para seus próprios estudos e experiências no campo de energias não condensadas – não tridimensionais.

Assim a Kabbalah judaica usa em seus estudos a geometria, matrizes, diagramas (nos primeiros estágios) e a matemática (em estágios mais evoluídos), investigando e definindo a posição do ser humano no universo; nos dizendo por que o homem existe, nasce, vive, qual é o objetivo de sua vida, de onde vem e para onde vai quando completar sua vida nesse mundo…

A Kabbalah, assim como qualquer outra ciência, vale-se de certos símbolos e terminologia para descrever objetos e ações. A força espiritual (energia), o mundo, a sfira são chamadas pelo mesmo nome que é usado para o mesmo objeto controlado por esta força em nosso mundo. Já que toda força ou objeto material tem uma correspondente força ou objeto espiritual (energia) que controla suas ações, há um ajuste perfeito entre o nome utilizado no mundo material e sua raiz espiritual – a fonte (energia). Donde, dar um nome à objeto espiritual (energia) é somente possível à um Kabbalista que tenha alcançado um alto nível de percepção

Ao atingir esse alto nível de percepção o Kabbalista, ascende ao nível de energia (espiritual) do objeto estudado, se atina à todas as qualidades do objeto em questão. Donde, dentro dele, ele sente uma plena compreensão e pode tratar praticamente com os diferentes tipos de forma antes que de sua corporificação material. É como se ele estivesse observando todas nossas ilusões como um observador externo.


This entry was posted in Science & Technology and tagged , , . Bookmark the permalink.

12 Responses to Kabbalah não é religião. É a Ciência da Espiritualidade

  1. paulo sergio rodrigues says:

    gostaria de aprender kabala judaica,é possivel?oq tenho q fazer?

  2. moacir francisco pereira says:

    É poss´vel aprender kaballah judaica?
    Informe-me.

  3. quero qprender kaballah.Como fazer.

  4. edson says:

    quero aprender

  5. edson says:

    como e quais meios usar

  6. sheila says:

    EU QUERO MUITO APRENDER
    A KABBALAH JUDAICA O QUE DEVO FAZER.

  7. Gostaria de saber mais sobre a Kabbalah Judaica, uma vez que sou simpatizante a tudo que se relaciona com o Povo Judeu.

    Obrigado,

    Daniel Sobreira

  8. maria luiza says:

    eu quero aprender a kabbalah com um estudo sério para receber luz

  9. maria luiza says:

    recer luz e compartilhar

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s